Aumenta a taxa de transmissão da covid no Piauí e governo adia reabertura de novas atividades

0

O governador Wellington Dias (PT) anunciou que o governo do Piauí não ampliará as medidas de reabertura da economia.

A decisão foi tomada após a sexta etapa da pesquisa  epidemológica apontar crescimento na taxa de infectados pelo coronavírus e no número de mortes.

Com a decisão, os protocolos já discutidos – em áreas como construção civil, serviços de saúde e automotivos –  serão mantidos. Porém, novas áreas não serão reabertas. Uma nova reunião será realizada no dia 22 de junho para discutir a reabertura de outras atividades. Uma nova pesquisa será realizada. 

“De acordo com a amostra, não houve recuo na curva de pessoas infectadas com o novo coronavírus  O estado não conseguiu avançar no crescimento do número de leitos de UTI. Com isso, o governo não ampliará, no momento, o processo de reabertura econômica. Serão mantidos os protocolos já estabelecidos. Porém, novas áreas não possuem data de abertura”, afirmou o governador. 

A taxa de transmissibilidade cresceu de 0.9 para 1. 3. De acordo com a pesquisa anterior, a taxa havia caído de 1.7 para 0.9 e, agora, voltou a crescer. A taxa de infectados que havia caído de 1,83 para 1,32 da quarta para a quinta etapa da pesquisa, voltou a subir para 1,53. A meta de óbitos que era de 300, chegou a 374. Das 4.003 pessoas testadas em 11 municípios, 164 testaram positivo. Com base na pesquisa, a estimativa é que o Piauí atualmente conte com 134.102 pessoas infectadas. Dessas, cerca de 70 mil são transmissores da doença e 64 mil não estão transmitindo.

Veja pesquisa aqui

O número de subnotificações é de 15 vezes maior que os dados oficiais, registrando uma queda, já que o passado era de 18 vezes maior. 

“Tivemos um crescimento de infectados e índice de  transmissibilidade, adoecimento, agravamento e número de mortes. Temos uma situação em que havia uma meta de leitos de UTI, mas não foi alcançada. Isso nos coloca na posição de não avançar com as medidas”, destacou. 

O governador destacou a importância do programa Busca Ativa para a identificação das pessoas que ainda estão na fase de transmissão da doença. Wellington Dias pede que as pessoas que apresentem sintomas, busquem orientação médica.  

“Temos 73. 592 pessoas com coronavírus com risco de transmissibilidade. Temos que localizar e evitar a transmissão. Elas devem seguir as medidas de segurança, se tiver sintomas procurar a rede de saúde”, disse.

O governador voltou a reforçar a necessidade da população ficar em casa. “Se as pessoas continuarem relaxando nos cuidados individuais, a tendência é que não ocorra um recuo dentro do que esperávamos. É preciso manter o isolamento social, lavar as mãos, usar máscaras, entre outras medidas”, destacou. 

Falta de insumos

O governador alerta que o Piauí e o Brasil vive uma situação nova: a falta de profissionais da saúde no mercado dificulta a ampliação do atendimento nos hospitais. “Aqui quero agradecer ao CRM (Conselho Regional de Medicina) e demais conselhos, da área intensivista, da fisioterapia, da psicologia, por exemplo, por nos ajudar a encontrar um caminho para garantir condições de atendimento a nossa população”. 

Além disos, o governador chama a atenção, após analisar toda a rede hospitalar do estado, que alguns hospitais está com 100% da capacidade ocupada ou com número de vagas limitadas. O gestor comenta que de um lado está o aumento do adoecimento das pessoas pela Covid-19 e do outro a dificuldade em encontrar medicamento e insumos industrias. “Passamos a ter dificuldade de fornecimento para todo o Brasil”, ou seja, medicamentos essenciais para o tratamento dos pacientes começam a faltar no mercado. 

“Para se ter uma noção: um paciente com Covid usa um tambor de gás medicinal a cada seis horas. Para poder ser internada em UTI é necessário um conjunto de medicamentos para garantir condições de atendimento”. 

Apelo

Wellington Dias aproveitou o momento e mais uma vez fez um apelo aos moradores do Piauí. O governador pediu que as pessoas respeitem o isolamento social, o distanciamento social e o uso de máscara. 

Wellington Dias cita que Manaus e Fortaleza tiveram colapso no sistema de saúde porque não conseguiu atender a quantidade de pessoas que adoeceram ao mesmo tempo. O governador ressalta que o Piauí é visto por muitos pesquisadores como um dos estados que ainda tem controle sobre as condições de atendimento, mas, para isso continuar acontecendo, é necessário a compreensão da população em respeitar as regras de isolamento. 

“Faço um apelo dramático para que a gente possa ter muito cuidado com a sua vida, nós queremos proteger a sua vida. O coronavírus não respeita idade nem quem é rico ou pobre. Ele chega e fica entre nós. Se cada um de nós fizermos a nossa parte teremos vitória, mas, se cada um não fizer, teremos problemas”. 

“Quero agradecer a todos com a esperança de que o Piauí ainda tem controle; temos crescimento (da doença), mas é um crescimento reduzido que nos permite sair mais cedo (do isolamento). Nossas equipes estão tratando dos protocolos (de reabertura). É preciso ter responsabilidade. Quero deixar a esperança de salvar vidas, esperança de que nesse caminho nós estamos em condições de sair dessa com responsabilidade. Fiquem em casa que vamos vencer o coronavírus “.

Fonte: Cidade Verde 

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect