Percurso do O Desafio Das Opalas tem avaliação positiva do diretor técnico da CBC

A 2ª edição do Desafio das Opalas, prova oficial da Federação de Ciclismo do Piauí - FCP e da Confederação Brasileira de Ciclismo - CBC está em contagem regressiva, pois já começa no sábado (02), com vistorias, entrega de kits e congresso técnico, no centro da cidade, na praça do Recanto, tem sua largada na Comunidade Serra dos Matões, mais precisamente na Praça João Alves Benício, ao lado da Igreja, no próximo domingo, dia 3 de maio, às 8h. Na mesma praça será montado o Palco da Serra, onde acontecerão atrações musicais de 12h às 16 horas. O roteiro desse ano esta repleto de novidades e fortes emoções. Serão quase 80 km numa sequência de subidas e decidas de tirar o fôlego. Logo após a largada, a prova seguirá por uma trilha margeando um mirante do vale das Almas, uma trilha curta e rápida até sair em frente do famoso Mirante do Gritador, de lá começa uma descida técnica de 13 km em direção à Loc. Caranguejo, já embaixo do Mirante a do Gritador, uma decida que exige técnica e domínio da bike em um terreno que é um misto de calçamento, lajeiros , cascalhos e erosões; depois desses 13 km iniciais, a trilha continua descendo por mais 10 km, agora por uma sequência de trilhas de piso natural com terra firme em um sobe e desce frenético de trilhas em meio a uma paisagem deslumbrante da Apa da Ibiapaba.
 Estiveram presentes na conferência do percurso o diretor de prova, Zenardo Maia, o diretor técnico da CBC, Marcos Antônio Barbosa, e Fernando Correia Lima, diretor da FCP. O evento é um é organizado pelo APC e válido como etapa única do Campeonato Piauiense de MTB Maratona 2018, além de contar pontos para o ranking nacional na classe XCM1. As inscrições para o evento se encerram dia 01 de junho, dia 2, acontece a entrega dos kits da prova de 10h as 17h na Praça do Recanto, e às 18 horas o briefing Técnico no espaço reservado no Memorial Tertuliano Brandão em frente à Praça do Recanto. "Escelente nível técnico, prova típica de Brasileiro, com belezas naturais alucinantes e preservadas, com um ar puro que só deve trazer satisfação e um alto grau de disputas", disse Barbosa.

O Desafio seguirá em direção à Loc. Angico Branco, já no final da descida, a partir um trecho plano, com estradinhas sinuosas até a Loc. Purgatório, pelo nome do local imagina o que esperam os competidores que pedalam pelo título de campeão piauiense de MTB Maratona! Sim, a partir dai começamos a pagar todos os nosso pecados, a subida após o purgatório é uma “baita” subida daquelas que você pensa que vai tocar no céu, a trilha é firme, mais você precisa procura o melhor lugar pra passar, em muitos trechos as erosões cabem uma bike inteira dentro. Depois de pagar seus pegados e alcançar o cume da montanha vem a recompensa, um lugar com um açude onde começa uma sequência de decidas e pequenas subidas , uma verdadeira adrenalina. Muito cuidado nessa hora, o terreno firme e com um campo de visão favorável é um convite para descer embalado. A trilha segue cruzando sítios e fazendas em estradinhas de terra passando por povoados até o município de Lagoa de São Francisco, já do outro lado da serra.

 Em Nazaré se encerra a prova para as categorias Turismo, Júnior e Juvenil com 40,5km e uma altimetria acumulada de 1.082m, o ponto de chegada dele também servirá de ZAT- Zona de Apoio Técnico para os demais competidores que poderão encontrar suas equipes de apoio para receber manutenção e suprimentos. E a competição não para! Para as categorias elites e masters a prova continua até chegar o asfalto que vai da BR-404, até a sede do município Lagoa do São Francisco. Seguiremos pelo asfalto por 10 km até entra na trilha novamente, com trechos mais difíceis da competição, como a travessia do temido Vale das Almas, um lugar misterioso que traz uma beleza singular em uma trilha que termina em cima da Serra dos Matões com uma subida muito forte e uma paisagem de encher os olhos. O final do trecho cronometrado é sobre a Serra dos Matões, daí os ciclistas se deslocam por mais 3 km pela rodovia até a arena da prova no mesmo ponto de largada. A trilha finalizou com 80 km de percurso total e uma altimetria acumulada de 1.490m. O Desafio das Opalas 2018 traz na sua essência o verdadeiro espírito do “Mountain Bike”, ou Bicicleta de Montanha. Uma trilha desafiadora com um visual fascinante em um lugar cercado de montanhas no meio das entranhas da Apa da Ibiababa.

Fonte: Ascom

Portal Uruçuí News

,