Em defesa da Previdência, centrais convocam greve nacional para dezembro

Contra a proposta de "reforma" da Previdência Social proposta pela gestão Temer e que pode ir à votação na primeira semana de dezembro, as centrais sindicais (CTB, CUT, Nova Central, Força Sindical, CSB, UGT, Intersindical, CSP-Conlutas e CGTB) orientam suas bases a se mobilizarem e construir uma greve nacional para o dia 5 de dezembro.

A agenda de ação foi apr​ovada na reunião desta sexta-feira (24), na sede da Forção Sindical, com a presença das centrais sindicais, confederações, federações e sindicatos estratégicos para a construção da greve.

“Precisamos de uma resposta contundente contra essa emenda cosmética que Temer apresentou e que sepulta nossa Previdência Social. Sem pudor, o governo ilude, através de uma campanha publicitária sórdida e que mente descaradamente para o nosso povo”, disse o presidente da CTB, Adilson Araujo, logo após a reunião das centrais.

Ele alertou sobre a nova estratégia da gestão Temer, que para aprovar uma perversa proposta, fatia a retirada dos direitos. “Temer mente e segue retirando direitos consagrados do nosso povo. Essa reforma não tem outro objetivo senão privatizar o maior sistema de distribuição de renda do país e condenar nosso povo a um futuro de fome e miséria”, acrescentou Adilson.

Fonte: Jornal Do Brasil

Portal Uruçuí News