Ex-prefeita ostentação Lidiane Leite é presa no Maranhão

A ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, conhecida como “prefeita ostentação”, foi presa nesta terça-feira (24) em São Luís. Segundo Fábio dos Santos Oliveira, promotor da Comarca de Bom Jardim, a prisão da ex-prefeita atende a um pedido do Ministério Público. A investigação, segundo ele, corre em segredo de justiça.
De acordo com Oliveira, foram decretadas as prisões de Lidiane Leite e Beto Rocha, o padrinho político dela, que é considerado foragido da Justiça. Cada um deles enfrenta “de cinco a seis processos” por desvio de verbas públicas.
Ex-prefeita ostentação é presa, em São Luís
Ex-prefeita ostentação é presa, em São Luís
Segundo a determinação do juiz Raphael Leite Guedes a prisão de Lidiane Leite é domiciliar e não determina o uso de tornozeleira eletrônica. O promotor acrescenta que o pedido de prisão domiciliar foi feito no caso de Lidiane porque ela atualmente amamenta uma criança de seis meses.
“Com a denúncia, cada um deles responde de cinco a seis processos por desvio de verbas públicas só na justiça estadual, fora da justiça federal, no qual eles também respondem por outros desvios”, explicou Oliveira. “Na soma de todas as ações, incluindo improbidade administrativa, nós imputamos a ele um desvio de aproximadamente R$ 20 milhões.”
Lidiane Leite, ex-prefeita de Bom Jardim (MA) (Foto: Arquivo pessoal)
Lidiane Leite, ex-prefeita de Bom Jardim (MA) (Foto: Arquivo pessoal)

Risco de fuga do país

Ele explicou que, “por estarem respondendo por diversos crimes e para evitar o risco deles fugirem da cidade e do país, o Ministério Público pediu a prisão de Lidiane Leite e de Beto Rocha”.
“A prisão da Lidiane foi convertida em prisão domiciliar em virtude dela ter uma criança de seis meses que ainda é amamentada e, conforme o artigo 318, inciso 5º do código de processo penal foi necessário decretar sua prisão domiciliar. Agora, o Beto Rocha hoje é um foragido da policia e a gente pede a colaboração de quem tiver informações para que diga onde ele está”, disse o promotor Fábio dos Santos Oliveira.
Lidiane Leite foi detida em sua residência localizada no Araçagi, e levada pela Polícia Civil para a sede da Superintendência de Combate à Corrupção (Seccor), em São Luís. Ela chegou ao local acompanhada de três advogados.
A ex-prefeita não poderá ausentar-se da residência sem conhecimento e autorização da Justiça, nos termos do artigo 317 do Código de Processo Penal, sob pena de revogação da medida e restabelecimento da prisão preventiva. À Polícia, por meio da Seccor, cabe fazer a fiscalização e monitoramento da acusada.
Prefeita de Bom Jardim (MA) ostentava boa vida nas redes sociais (Foto: Reprodução / TV Mirante)
Prefeita de Bom Jardim (MA) ostentava boa vida nas redes sociais (Foto: Reprodução / TV Mirante)

Relembre o caso

Lidiane, que ficou conhecida como “prefeita ostentação” por exibir uma vida de luxo nas redes sociais, foi condenada em março de 2017 por improbidade administrativa e em setembro teve R$ 12 milhões bloqueados por determinação judicial. Ela foi presa no dia 28 de outubro de 2015, na sede da Polícia Federal, em São Luís, depois de passar 39 dias foragida após ter a prisão decretada pela PF por suspeita de irregularidades encontradas em contratos firmados com “empresas-fantasmas”.
Após 11 dias encarcerada, ela foi solta pela Justiça sob a condição de uso de uma tornozeleira eletrônica.
Lidiane Leite é presa em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Lidiane Leite é presa em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Fonte: G1

Portal Uruçuí News